Exposição “Humanidade” comemora a união como solução para o planeta

“Pensar no tempo… pensar retrospectivamente, pensar no hoje…e nas eras que estão por vir”. A frase de Walt Whitman, registrada na parede de “O mundo dividido”, resume nossos dilemas. O espaço é um dos primeiros impactos do público na mostra “Humanidade 2012”. Paralela à Conferência da Rio+20, entre 11 e 22 de junho, ela atraiu mais de 200 mil pessoas ao Forte de Copacabana.

No “Espaço da Humanidade”, figuras intercaladas de bonecos e bonecas preenchem a sala toda até o teto, onde fica pendurado o pêndulo que passeia por mensagens em diferentes idiomas. As palavras ‘linguagem’ e ‘humanidade’ definem esse espaço, literalmente, pois estão escritas nas paredes, nas mais variadas línguas.

A sala da linguagem mostra o instrumento que permite aos seres humanos se comunicarem e produzir o sentimento de aldeia global. Lá, homenageia-se os livros: cerca de 10 mil títulos enchem as prateleiras da sala, com acesso livre aos interessados.

A próxima parada é o espaço “Homem e suas conexões”. Nessa ambiente escuro, feixes verdes de laser unem e dão sentido a verbetes escritos ao longo da parede. No centro da sala, uma representação de uma pessoa sentada, coberta de palavras que designam cada objeto e parte do corpo. Vira alvo dos flashes do público, maravilhado com o trabalho minucioso da obra.

No espaço “Brasil Contemporâneo”, fitas coloridas sobem pelas laterais da sala, cada qual com o nome de um país. Formam, no teto, a imagem de um Brasil multicolorido, com sua pluralidade de nacionalidades e etnias.

Na sequência, “Biodiversidade Brasileira” projeta vídeos de animais e florestas em panos que pendem. Ouve-se ruídos da natureza, como o bater de asas dos pássaros. Repentinamente, esses sons calmantes são substituídos por uma trilha sonora de suspense. Um texto em vermelho com um alerta aparece e surpreende os visitantes.

Em “Diversidade Brasileira”, revestida por espelhos que multiplicam sua dimensão, cubos coloridos com nomes de pessoas pendem de todos os cantos. As fronteiras deixam de ser limitadores, são um convite à troca de experiências. Muitos formam um só todo.

Fonte: O Eco


Anúncios

Uma resposta para “Exposição “Humanidade” comemora a união como solução para o planeta

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s