Estudo da Fiocruz sobre dengue é contemplado com o Prêmio Capes de Tese

Em solenidade que não poupou elogios e mensagens de estímulo aos jovens pesquisadores, o ministro de Estado da Educação, Aloizio Mercadante, acompanhado por presidentes das agências federais de fomento à pesquisa como a FINEP e o CNPq entregou o Prêmio Capes de Tese aos vencedores da edição de 2011. O pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) Rafael Freitas, doutor formado no Programa de Pós-Graduação em Biologia Parasitária, recebeu o prêmio na categoria Ciências Biológicas III por seu estudo pioneiro sobre dengue. A cerimônia foi realizada na última semana na sede da Capes, em Brasília, e comemorou também os 61 anos da agência.

Desenvolvida sob a orientação do entomologista Ricardo Lourenço e defendida em 2010, a tese aborda aspectos comportamentais do mosquito Aedes aegypti e a interação do vetor com o vírus [clique aqui para saber mais sobre o projeto]. Esta é a segunda vez que o Programa de Pós-Graduação em Biologia Parasitária do IOC é reconhecido com o Prêmio Capes de Teses – mais um destaque no currículo de um programa que não para de crescer. Dentre os 24 cursos que compõem a área de Ciências Biológicas III no Brasil, o do IOC é o que teve mais publicações no triênio 2007-2009, quando recebeu nota 6 da agência.

A coordenadora do programa, a pesquisadora Ana Maria Gaspar, esteve presente na cerimônia e ressaltou que o reconhecimento da Capes beneficia atuais e futuros estudantes do Programa. “A nota 6 tem nos garantido os recursos necessários para investir nos bolsistas, nos doutores que buscam formação no exterior e na nossa própria infraestrutura. A premiação é fruto desta autonomia e assegura nossa excelente performance”, afirmou a coordenadora. Dentre os cursos de conceito 6, o do IOC é o que possui a maior pontuação, o que o configura como forte candidato para nota máxima nas próximas avaliações.

Durante a solenidade, o ministro Mercadante ressaltou o grande número de mulheres vencedoras. “Isso mostra que estamos criando uma sociedade de relação entre iguais, que valoriza cada vez mais a diversidade, a competência e o talento”, opinou. Foram concedidas, ao todo, premiações a 45 áreas do conhecimento e 73 teses foram reconhecidas com Menção Honrosa. Houve, ainda, entrega do Grande Prêmio Capes para a melhor tese de cada uma das três grandes áreas do saber – Ciências Humanas, Linguística, Letras, Artes e Ciências Sociais Aplicadas; Ciências Biológicas, da Saúde e Agrárias; Engenharias, Ciências Exatas e da Terra. As inscrições para a edição de 2012 estão abertas e valem para as teses de doutorado defendidas até o fim de 2011.

Image

Fonte:  (Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz)

Anúncios

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s