Pesquisadores do MIT manipulam bactérias para produzir combustível limpo

Bactéria pode vir a consumir carbono do lixo e da poluição para criar álcool.
Manipulação de genes permitiu que micróbio produzisse isobutanol.

Nos Estados Unidos, pesquisadores do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts, na tradução do inglês) através de técnicas gênicas, manipularam uma bactéria (Ralstonia eutropha) para que ela tenha a capacidade de produzir um tipo de álcool que pode substituir ou diminuir o uso da gasolina nos automóveis.Image

O estudo divulgado recentemente pela renomada revista “Applied Microbiology and Biotechnology” (“Microbiologia e Biotecnologia Aplicada”, na tradução do inglês), conclui que a “nova” bactéria, em situações de redução de nutrientes como o nitrato e fosfato, tem a capacidade de absorver carbono e criar compostos na forma de polímero para estocagem.

Em condições normais a bactéria produz um tipo de plástico similar ao produzido a partir do petróleo, que é chamado algumas vezes de bioplástico. A partir de métodos de expressão gênica diferencial os cientistas conseguiram fazer com que a espécie produzisse álcool isobutanol ao invés do polímero.

Agora os pesquisadores estudam a possibilidade de transformar essas bactérias em “biorreatores” que usem o processo em escala industrial. “Mostramos que, em uma cultura contínua [da bactéria], podemos conseguir quantidades significativas de isobutanol”, afirmou o pesquisador Christopher Brigham. Com informações do G1

 

Redação Ambientalistas em Rede 

 

Anúncios

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s