Pesquisadores da FIOCRUZ buscam vacina para Aids

Artigo publicado na revista científica ‘Nature’ tem colaboração de pesquisadores do Instituto Oswaldo Cruz, que integram grupo colaborativo internacional

Artigo publicado na revista científica Nature no dia 30 de setembro representa a abertura de um novo paradigma na busca de uma possível vacina para o HIV. Até agora, os estudos buscavam uma abordagem focada nos anticorpos contra a síndrome. O estudo liderado por David Watkins (Universidade de Miami) com colaboração de quatro brasileiros usa como foco uma abordagem celular, tendo como alvo as células T CD8. O Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) integra o esforço de pesquisa, que conta com quatro brasileiros.

Image

“Com este artigo, nosso grupo está apontando que é possível percorrer um novo caminho, uma nova abordagem, que ainda não tinha sido suficientemente validada”, afirma a pesquisadora Myrna Bonaldo, chefe do Laboratório de Biologia Molecular de Flavivírus do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz) e uma das colaboradoras do projeto, juntamente com Ricardo Galler (pesquisador de Bio-Manguinhos/Fiocruz), Marlon Santana (bolsista do Laboratório de Biologia Molecular de Flavivírus do IOC/Fiocruz) e Maurício Martins (brasileiro que atua na Universidade de Miami, na equipe de David Watkins).

Image

O grupo da Fiocruz produziu em laboratório três formulações de compostos indutores de produção de células T CD8 protetoras que foram empregados nos testes com macacos divulgados na revistaNature. Em cada formulação, foram utilizados diferentes trechos do vírus HIV, identificados como potenciais para alvos em estudos anteriores. Os testes em primatas utilizaram ainda uma terceira formulação, baseada na vacina de adenovírus, preparada pelo grupo de Miami, além das duas baseadas na plataforma da vacina de febre amarela, preparadas pelo grupo da Fiocruz.

As atividades do projeto desenvolvidas pelos pesquisadores da Fundação contam com recursos da Fiocruz e com apoio da Faperj e do CNPq e faz parte do instituto Nacional de Ciencia e Tecnologia em Vacinas (INCTV). O grupo internacional colaborativo de pesquisa liderado por Watkins foi recentemente contemplado com um auxílio financeiro de US$ 10 milhões do NIH dos Estados Unidos (National Institutes of Health’s National Institute of Allergy and Infectious Diseases) para o desenvolvimento de uma vacina candidata contra o HIV a partir do vírus vacinal da febre amarela.

 Image

Fonte: Comunicação / Instituto Oswaldo Cruz

Anúncios

Uma resposta para “Pesquisadores da FIOCRUZ buscam vacina para Aids

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s