Em PE, mais de 20 cabeças de gado morrem, por dia, de sede e fome

Até onde a vista alcança, o que se vê é a marca cruel da pior estiagem dos últimos 40 anos. A seca pintou a paisagem de cinza.

As barragens secaram e muitas plantações foram devastadas. Não sobrou quase nada para alimentar os animais.

O criador Dijalma Cidrim acompanhou parte do rebanho de 700 cabeças agonizarem até morrer.

O mau cheiro é muito forte por causa da quantidade de animais mortos. Cansados, os pequenos criadores já nem enterram mais o rebanho, que morre na beira das estradas e até mesmo dentro das propriedades. E o pior, entram em estado de decomposição em áreas próximas de locais onde moram muitas pessoas.

“O mais correto é fazer o aterramento em vala e, se possível, queimar as carcaças. De jeito nenhum essa carne pode ser comida”, explica João Cudrian, veterinário da Adagro/PE.

Segundo o governo do estado, já morreram de fome e de sede, aproximadamente 200 mil animais no sertão de Pernambuco.

Fonte: G1

Anúncios

Uma resposta para “Em PE, mais de 20 cabeças de gado morrem, por dia, de sede e fome

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s