A dura realidade dos albinos africanos que são perseguidos por serem brancos

Ilha de Ukerewe, na Tanzânia tem uma grande população de africanos albinos. Mesmo existindo em grande número, essas pessoas sofrem um severo preconceito, e além de terem que  lidar com as dificuldades de sua falta de pigmentação – como problemas de visão e o câncer de pele – eles têm que conviver com o medo de serem mortos e torturados, e partes do seu corpo serem vendidas para fins de medicina e bruxaria.

É isso mesmo que você leu – existe um lugar no mundo onde comete-se essa atrocidade em nome de crendice e religião. Nessa ilha, muitos que nascem com albinismo são mortos pouco depois do nascimento, pois acredita-se que eles sejam “demônios brancos”, ou fantasmas, e que seus corpos possuem propriedades medicinais.

Felizmente, essa realidade está mudando aos poucos. Hoje em dia tem uma comunidade de albinos que se apoiam e compartilham experiências. Filmado ao longo de 6 anos, antes, durante e depois de um surto de assassinatos em rituais brutais que varreram o país, “In The Shadow of the Sun” conta a história de dois desses membros dessa comunidade: Josephat e Vedastus, nascidos em gerações diferentes, mas ambos com uma luta intensa e uma realidade dura de paus, pedras e abuso verbal de pessoas que os tratam como a encarnação do demônio. Vejam o trailer (em inglês) desse documentário impactante:

Combinando descrições chocantes e cenas de violência e assassinato, o filme acompanha esses dois homens e como eles tentam descobrir como escapar da tirania física e psicológica que eles enfrentam todos os dias de suas vidas, enquanto acordados e, ainda mais assustadoramente, enquanto dormem.

O filme foi lançado esse ano e exibido no The Human Rights Watch Festival. Para saber mais informações do filme clique aqui.

Texto de Vicente Carvalho
Fonte: Hypeness
Anúncios

Sua opinião é muito importante para nós.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s